Fórumcast #20
13 de agosto de 2019, 14h37

No Twitter Guga Chacra dá invertida em Ricardo Amorim sobre Emirados Árabes

"Com todo o respeito, Ricardo Amorim, os Emirados Árabes são uma ditadura sanguinária", tuitou o comentarista de política internacional da GloboNews

Guga Chacra (Reprodução)

Os jornalistas Guga Chacra, comentarista de política internacional da TV Globo e da GloboNews, e Ricardo Amorim, apresentador do Manhattan Connection, da GloboNews, foram parar nos assuntos do momento do Twitter após uma resposta dada por Chacra a uma publicação de Amorim que exaltava os Emirado Árabes como um exemplo pro Brasil.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Com todo o respeito, Ricardo Amorim, os Emirados Árabes são uma ditadura sanguinária, que comete atrocidades na Guerra do Yemen e onde mulheres são cidadãs de segunda classe. Não há liberdade de imprensa, diz o Repórteres Sem-Fronteira. Estaríamos presos por nossos comentários”, disse Chacra, crítico de Bolsonaro e dos governos petistas.

Amorim fez postagens em suas redes comentando sobre uma viagem que fez para os Emirados Árabes e exaltando o “progresso” de Dubai nos últimos anos. “Volto de Dubai sonhando com o país que podemos deixar para nossos filhos se soubermos usar os recursos do pré-sal, enfrentarmos grupos de interesse que se apropriaram do Estado, utilizarmos bem recursos públicos, endurecermos combate a crime e corrupção e educarmos brasileiros”, publicou o apresentador em seu Twitter, acompanhado de u longo texto que publicou em seu LinkedIn.

Veja também:  Tendência interna do PSDB repudia filiação de Frota: "Constrangimento à militância tucana"

Após a repercussão do comentário feito por Chacra, Amorim voltou ao Twitter para respondê-lo dizendo que, mesmo com o regime imposto nos Emirados Árabes, eles devem ser tidos como exemplo. “Caríssimo, Guga Chacra, concordo com seus pontos, mas isso não é razão para não aprendermos com o que funciona. Sucesso econômico deles não aconteceu pelo que você mencionou, mas apesar disso. Temos a aprender com eles em economia e eles têm a aprender conosco sobre democracia”, disse.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum