Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de dezembro de 2019, 08h04

Policiais tentam apreender imagens de fotógrafo da Ponte que cobria ato em Paraisópolis

"Os PMs vieram para cima de mim, queriam pegar as imagens”, disse o jornalista Daniel Arroyo, que cobria um protesto de moradores de Heliópolis contra a ação da PM em baile funk que matou nove jovens

PM aborda jornalista da Ponte em Paraisópolis (Reprodução)

O fotógrafo Daniel Arroyo, da Ponte Jornalismo, sofreu achaques da Polícia Militar na noite deste domingo (1) enquanto filmava o protesto realizado por moradores de Paraisópolis contra o assassinato dos nove jovens durante ação da PM na madrugada.

O fotógrafo acompanhava o trajeto do ato e parou para fazer imagens da abordagem policial a um motociclista.

“Comecei a fazer foto do enquadro, que foi tranquilo, nada de mais. Ele [motoqueiro] estava com a bolsa de uma empresa de entregas, mostrava o celular e argumentava que estava fazendo uma entrega. Foi quando parte do ato voltou e uns garotos jogaram uma bombinha na base. Os PMs vieram para cima de mim, queriam pegar as imagens”, disse o jornalista.

Os policiais pediram documentos e queriam que o jornalista entregasse as imagens. Eles insistiram ainda para que ele passasse um número de telefone.

Presidente do Condepe (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana), o advogado Dimitri Sales interferiu na ação dos PMs, dizendo que o ato era cerceamento da liberdade de imprensa.

Leia a reportagem e veja o vídeo no site da Ponte.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum