Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de março de 2019, 09h27

Suspeita de ataque hacker bloqueia acesso a contas de progressistas no Twitter

Deputado Paulo Pimenta e blogueira Lola Aronovich registraram problemas no acesso às suas contas na rede social

Suspeita de ataque em contas do Twitter de progressistas (Reprodução)

A suspeita de um ataque cibernético por motivação política está movimentando a militância progressista, que desde a noite desta quarta-feira tem registrado dificuldades em acessar diversos perfis na rede social. O problema afetou, entre outras, as contas do deputado federal Paulo Pimenta (PT/RS) e da blogueira feminista Lola Aronovich, que juntos somam mais de 300 mil seguidores na rede.

O Twitter já foi acionado, tanto pela Fórum quanto pela assessoria do parlamentar petista, a fim de que explique o porquê de os conteúdos não estarem disponíveis nas páginas

O acesso só era possível após o aceite de usuários, que se deparavam com alerta: “Cuidado: esta conta está temporariamente restrita. Você está vendo este aviso porque houve uma atividade incomum nesta conta”.

Imediatamente, diversos outros perfis cobraram explicações do Twitter. O advogado Emrson Damasceno publicou: “Parece um ataque em massa contra perfis do campo progressista”.

Já o jornalista Antero Greco questionou: “Várias vezes denunciei contas que falam abertamente em violência e barbaridades. Sabe o que aconteceu com elas? Nada! Aliás, ultimamente vocês nem me dão retorno. Agora vejo que contas como de @lolaescreva e outras sérias suspensas. Que é isso?”

Um dos alvos, Lola Aronovich lamentou prejuízos. “Eu não sei se perdi seguidores nesse ataque da direita, mas cadê meus favoritos? Tô preocupada!”
Diversos seguidores da blogueira manifestaram indignação e relataram a ocorrência do problema com outros progressistas.

Adri Dias postou: “A minha foi bloqueada tmb, alguém poderia disponibilizar essa lista que a direita publicou?!”.

Mais tarde, muitos dos progressistas com perfis restritos conseguiram superar a restrição, por meio de confirmações via SMS. Não foi o caso do deputado Paulo Pimenta, cuja conta na rede social ainda estava vinculada a um antigo número de telefone.  Por essa razão, seu perfil permanece restrito na manhã desta quinta-feira (21).

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum