Fórum Educação
21 de janeiro de 2020, 16h15

The Intercept: ação do MP tenta “criminalizar todo o jornalismo brasileiro”

O veículo denuncia a postura "claramente política" do Ministério Público, que denunciou o jornalista Glenn Greenwald nesta terça-feira

Glenn Greenwald (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

O The Intercept Brasil publicou uma nota na tarde desta terça-feira (21) criticando a ação do Ministério Público contra o jornalista Glenn Greenwald, editor do veículo. O texto destaca que a Polícia Federal não havia indiciado Glenn ao verificar as mesmas mensagens usadas pelo procurador Wellington Oliveira, pró-Moro, para acusá-lo.

“Os diálogos utilizados pelo MPF na denúncia são rigorosamente os mesmos que já haviam sido analisados pela Polícia Federal durante a operação Spoofing, e acerca dos quais a PF não imputou qualquer conduta criminosa a Glenn. A PF conlcuiu: ‘Não é possível identificar a participação moral e material do jornalista Glenn Greenwald nos crimes investigados'”, diz trecho da nota do veículo.

O texto ainda avalia que o MP adota um papel “claramente político” e denuncia uma tentativa de cerceamento de liberdade de expressão. “Nós do Intercept vemos nessa ação uma tentativa de criminalizar não somente o nosso trabalho, mas de todo o jornalismo brasileiro. Não existe democracia sem jornalismo crítico e livre. A sociedade brasileira não pode aceitar abusos de poder como esse”, pontua o veículo.

A denúncia

Glenn foi denunciado pelo procurador Wellington Oliveira por supostamente ter auxiliado e orientado hackers presos na Operação Spoofing. Oliveira  é o mesmo procurador que denunciou, no dia 19 de dezembro, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, sob a acusação de ter caluniado o ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Em vídeo publicado em suas redes, o editor do The Intercept afirmou que a denúncia contra ele “é obviamente uma retaliação pelo governo Bolsonaro”. “Nós nunca seremos intimidados por alguém abusando do aparato do Estado. Nós vamos continuar a fazer nosso jornalismo e nosso trabalho para uma próxima reportagem”, afirmou.

Leia a nota do The Intercept Brasil, publicada no Twitter:

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum