Imprensa livre e independente
31 de maio de 2019, 20h58

Convenção do PSDB que prometia expulsão de condenados termina com Aécio aclamado

PSDB renova direção e aprova novo código de ética em meio a embate entre grupo de João Doria e caciques tradicionais, como Aécio Neves, cujo grupo conquistou postos de destaque na legenda

Aécio Neves (Agência Câmara)
Em convenção que renovou nesta sexta-feira (31) a direção partidária, o PSDB reafirmou a força do grupo político ligado a Aécio Neves. A proposta de incluir no código de ética a expulsão de quadros do partido condenados na justiça foi suavizada e Aécio, ex-presidente da sigla e ex-governador de Minas, ainda teve seu nome ovacionado pelos participantes. Apesar do avanço da ala de João Doria na sigla, com a indicação do novo presidente do partido, Bruno Aráujo (PE), a bancada mineira, que Aécio Neves integra, marcou presença na convenção partidária e conseguiu garantir espaços chave na coordenação da legenda, como...

Em convenção que renovou nesta sexta-feira (31) a direção partidária, o PSDB reafirmou a força do grupo político ligado a Aécio Neves. A proposta de incluir no código de ética a expulsão de quadros do partido condenados na justiça foi suavizada e Aécio, ex-presidente da sigla e ex-governador de Minas, ainda teve seu nome ovacionado pelos participantes.

Apesar do avanço da ala de João Doria na sigla, com a indicação do novo presidente do partido, Bruno Aráujo (PE), a bancada mineira, que Aécio Neves integra, marcou presença na convenção partidária e conseguiu garantir espaços chave na coordenação da legenda, como a primeira vice-presidência (segundo cargo mais importante) para o deputado federal Domingos Sávio (MG).

O grupo de Doria também pregava que o código de ética do partido fosse rigoroso com quadros envolvidos em corrupção, deixando a expulsão como uma forte possibilidade. Em um acordo entre caciques do partido, o código apresentado à convenção foi abrandado e, agora, para se expulsar um membro é necessário que sua condenação tenha sido transitada em julgado.

Veja também:  Veja fotos da mansão de Paulo Preto, operador do PSDB

Essa decisão aliviou Aécio, um dos nomes que João Doria queria ver fora do PSDB. O deputado federal mineiro, que já foi presidente do partido, não compareceu ao encontro, mas teve seu nome ovacionado pelos correligionários.

 

 

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum