Imprensa livre e independente
10 de outubro de 2012, 17h48

“Copiem, malditos!”

Documentário lança o debate sobre propriedade intelectual e circulação de conteúdo na era digital

Documentário lança o debate sobre propriedade intelectual e circulação de conteúdo na era digital Por Canal Ibase Em um mundo de intensa troca de informações, como alguém pode ser dono de uma ideia? Através de perguntas como essa, o documentário “¡Copiad, Malditos! – derechos de autor en la era digital” lança o debate sobre propriedade intelectual e circulação de conteúdo na era digital. “Copiem, malditos!” foi dirigido por Stéphane M. Grueso, documentarista e ativista espanhol, e produzido pela Elegant Movies Film em parceria surpreendente com a RTVE, televisão pública da Espanha. A ideia do documentário surgiu depois de um trabalho feito com...

Documentário lança o debate sobre propriedade intelectual e circulação de conteúdo na era digital

Por Canal Ibase

Em um mundo de intensa troca de informações, como alguém pode ser dono de uma ideia? Através de perguntas como essa, o documentário “¡Copiad, Malditos! – derechos de autor en la era digital” lança o debate sobre propriedade intelectual e circulação de conteúdo na era digital.

“Copiem, malditos!” foi dirigido por Stéphane M. Grueso, documentarista e ativista espanhol, e produzido pela Elegant Movies Film em parceria surpreendente com a RTVE, televisão pública da Espanha. A ideia do documentário surgiu depois de um trabalho feito com hackers, o “En Busca de Hackers“. O contato com essas pessoas levou os realizadores a querer se aprofundar no polêmico universo do direito autoral.

Assim surgiu o grande projeto do filme. Além de falar sobre as mudanças no conceito de autoria geradas pela efervescência do universo digital, o documentário se tornou um projeto dentro de um projeto, já que também documenta a busca por uma licença livre para a sua própria distribuição. Deu certo: “Copiem, malditos!” tem licença Creative Commons BY-NC.

Veja também:  Carlos Bolsonaro ataca OAB e diz que entidade é “comprometida somente com dinheiro”

Veja o filme:

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum