67% dos moradores de São Paulo discordam de “veto” de Bolsonaro contra CoronaVac

Na sexta-feira, Bolsonaro e Mourão entraram em atrito por conta da vacina

A decisão presidente Jair Bolsonaro de ir contra a CoronaVac, vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela SinoVac e pelo Instituto Butantã, não está de acordo com o que pensa a maioria dos paulistanos. O ex-capitão decidiu barrar a compra do imunizante pelo Governo Federal para contrariar o governador João Doria (PSDB), de São Paulo.

Levantamento do Ibope encomendado pelo Estado de S. Paulo e pela TV Globo, fez a seguinte pergunta aos moradores de São Paulo: “O Presidente Jair Bolsonaro anunciou que não pretende comprar a vacina contra o coronavírus desenvolvida na China mesmo que ela seja aprovada pelas autoridades competentes da área da Saúde. O(A) sr(a) concorda ou discorda do posicionamento do Presidente da República?”.

Os resultados da pesquisa mostram uma alta reprovação do gesto do presidente, com mais de dois terços se colocando contra (67%). 54% dos entrevistados discordaram totalmente da decisão do presidente e outros 13% discordaram “em parte”. Os dados foram revelados neste sábado (31).

Por outro lado, 19% concordam totalmente com a posição do ex-capitão e 8% parcialmente. 2% não concordam nem discordam e 3% não responderam.

Na sexta-feira, surgiu um novo capítulo da turbulência política provocada pelo presidente contra a vacina. O vice-presidente Hamilton Mourão garantiu que o governo compraria sim as doses do imunizante, mas

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.