Após atrasar divulgação, governo derruba site com dados sobre coronavírus

No último boletim, o Ministério da Saúde também escondeu o número total de casos confirmados e mortes registradas no país

Depois de atrasar a divulgação dos dados sobre coronavírus pelo segundo dia consecutivo, o governo de Jair Bolsonaro decidiu tira do ar o site com dados sobre a pandemia na madrugada desta sexta-feira (5).

O Ministério da Saúde também modificou a forma de divulgar os dados da doença, sem aviso prévio. Agora, a pasta não informa mais o total de casos e óbitos do país, nem por estado.

Desde o começo da pandemia, a pasta divulga, diariamente, uma lista contendo o total de casos e mortes causadas pela doença registradas nas últimas 24 horas. Nesta sexta-feira, no entanto, a tabela distribuída pelo governo retirou a maior parte desses dados.

A nova tabela divulga apenas o número de pacientes recuperados e traz quantidade de casos novos e mortes registradas nas últimas 24 horas por estado e no país, sem os números totais.

De acordo com o Ministério da Saúde, foram 1.005 mortes registradas nas últimas 24 horas e 30.830 novas infecções por coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro publicou uma nota neste sábado (6) justificando o atraso nas divulgações do ministério. De acordo com ele, trata-se de uma “adequação”.

“Para evitar subnotificação e inconsistências, o Ministério da Saúde optou pela divulgação às 22h, o que permite passar por esse processo completo. A divulgação entre 17h e 19h, ainda havia risco subnotificação. Os fluxos estão sendo padronizados e adequados para a melhor precisão”, diz ainda o texto.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR