Após festas de fim de ano, internações por coronavírus em SP sobem 19%

Estado registrou 2.467 novos óbitos apenas nesse período. Na capital, aumento foi de 5,5% em relação a todo período de pandemia

O estado de São Paulo enfrenta um novo aumento no número de mortes e internações por Covid-19. Apenas nas últimas duas semanas, período de maior aglomeração por conta das festas de fim de ano, as internações em hospitais públicos e privados subiram 19%.

Segundo levantamento realizado por Cláudia Collucci e Phillippe Watanabe, da Folha de S.Paulo, as hospitalizações no estado subiram de 11.070 para 13.175 em 14 dias – período que vai de 29 de dezembro a 12 de janeiro. Com isso, a taxa de ocupação de leitos está em 66,3%.

O hospital Albert Einstein foi um dos que sofreu o impacto das festas de fim de ano. A instituição registrou um novo recorde no número de internações por Covid-19 e precisou suspender o atendimento de pacientes de outros estados.

Além da alta de hospitalizações, o estado também registrou um aumento no número de óbitos. Ao todo, foram 2.467 novas mortes. Com isso, o número total saltou de 46.195 para 48.662.

Na capital paulista, ainda segundo o levantamento do jornal, o total de mortes passou de 16.163 para 16.990. Foram 827 novos óbitos, um aumento de 5,5% em relação a todo período da pandemia em apenas duas semanas.

Por decisão do governo de São Paulo, o estado ficou na fase vermelha de prevenção ao coronavírus – a mais restritiva do plano de contenção da pandemia – apenas durante parte dos dias que englobam as festas de fim de ano.

Nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro, somente comércios essenciais funcionaram em São Paulo. Uma nova reclassificação deve ser anunciada nesta sexta-feira (15).

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR