Araraquara bate recorde de contaminados e pode decretar lockdown novamente

Edinho Silva apela para a população que use máscara e evite aglomerações: “infelizmente a vacinação em massa no Brasil está muito lenta”

A cidade de Araraquara, no interior de São Paulo, bateu novo recorde de casos de coronavírus nesta quarta-feira (9). O município, que foi o primeiro do Brasil a adotar lockdown, chegou à marca de 281 pessoas contaminadas. Se o fato se repetir por mais dois dias seguidos, de acordo com o “pacto social” que a prefeitura elaborou junto aos moradores através de um decreto, a medida será decretada novamente.

O documento diz que o lockdown é decretado se, por três dias seguidos ou cinco dias alternados no prazo de sete dias, a cidade chegar a 30% das testagens de sintomáticos positivadas ou 20% das testagens gerais (sintomáticos + busca ativa de assintomáticos).

O índice foi alcançado na terça e na quarta desta semana. Para ocorrer o lockdown é preciso que as mesmas taxas sejam alcançadas na sexta e no sábado (3 dias seguidos) ou ter esses índices alcançados outras três vezes nesta semana até segunda (14).

Edinho Silva prepara novo lockdown para frear aumento de casos de Covid em Araraquara

Bolsonaro tenta afrontar Edinho Silva com envio de alimentos para Araraquara e toma invertida nas redes

Gestão de Edinho Silva, do PT, é destaque em jornal francês: “Araraquara, confinamento para evitar o caos”

Edinho Silva anuncia após lockdown: “hoje Araraquara não registrou nenhum óbito”

Vacinação lenta

O prefeito Edinho Silva (PT) afirmou durante live, na manhã desta quinta-feira (10), que “Araraquara bateu o recorde de contaminações. Desde março de 2020 até hoje, nós nunca havíamos alcançado esse número de contaminados, 281 pessoas se contaminaram, de acordo com os testes remetidos aos laboratórios na noite desta quarta-feira (9). O nosso último número, que já assustava, foi o do dia 4 de junho, e anteriormente, o número prestes àquele momento que Araraquara decretou o lockdown, foram 248 casos. Ou seja, nós já ultrapassamos muito tudo aquilo que nós tínhamos de números preocupantes”, alertou.

O prefeito ainda fez um apelo pela não politização da Saude Pública: “São vidas, vidas de pessoas que acreditam na pandemia, que não acreditam, mas são vidas que vão nos deixar. É disso que nós estamos falando. Se nós não revertermos esse quadro, se as pessoas não se conscientizarem – que usem máscaras, que evitem todas as formas de aglomeração – nós não teremos outro caminho a não ser decretar lockdown. Se nós tivermos mais dois dias seguidos desse índice, teremos que decretar”.

O prefeito ainda disse que “só há uma forma de se frear as contaminações pela covid, que é o isolamento social para esperar a vacinação em massa, que infelizmente no Brasil está muito lenta”.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.