Atos bolsonaristas no 1º de Maio devem aumentar mortes por Covid-19 em SP, diz chefe de comitê

Apoiadores do presidente se aglomeraram na Avenida Paulista em defesa da intervenção de Bolsonaro contra o STF. "Combinação extremamente perigosa", avalia Paulo Menezes

As manifestações organizadas por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro no 1º de Maio devem piorar o cenário da Covid-19 em São Paulo. A avaliação é do coordenador do Centro de Contingência ao Coronavírus do Estado, Paulo Menezes, que chama atenção para a ausência de máscaras e distanciamento social entre os participantes dos atos.

Em entrevista ao UOL, Menezes aponta que as manifestações devem reverter o cenário de melhora da pandemia no Estado. “A situação em São Paulo vem melhorando, mas, nas últimas semanas tivemos uma retomada de atividades não essenciais, principalmente comércio e serviços, com um aumento de circulação de pessoas. Isso foi planejado, mas já é motivo de acompanhamento próximo pela possibilidade de interrupção da melhora dos índices”, explica o chefe do comitê.

“Agora, com a manifestação, que certamente recebeu pessoas de várias regiões do estado, de outras cidades, é alto potencial de ter impacto negativo nos dados de contaminações, internações e mortes”, continua Menezes.

“São milhares de pessoas aglomeradas, muitas delas sem máscara, e são em grande maioria pessoas que não acreditam nas medidas de distanciamento social, não acreditam na gravidade da doença e acreditam em tratamentos ineficazes. É uma combinação extremamente perigosa. É possível ter um efeito negativo”, conclui o especialista.

Apoiadores do presidente causaram aglomeração em diversas regiões do país em defesa do mandatário. Apesar do fracasso em diversas capitais, chamou a atenção o contingente reunido na Avenida Paulista, em São Paulo. Sem nenhum distanciamento social e com muitos participantes sem máscara de proteção, o grupo se mobilizou em defesa de uma intervenção de Bolsonaro contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR