Belém vai comprar a vacina cubana Soberana, anuncia presidente do PSOL

De acordo com Juliano Medeiros, a prefeitura de Edmilson Rodrigues deve se reunir nos próximos dias com a embaixada de Cuba para discutir a aquisição do imunizante

O presidente do PSOL, Juliano Medeiros, anunciou com exclusividade ao Fórum Onze e Meia, nesta quarta-feira (5), que a prefeitura de Belém, sob gestão de Edmilson Rodrigues, iniciou as negociações para adquirir a vacina Soberana, imunizante contra Covid-19 desenvolvido por cientistas de Cuba.

“Foram iniciadas conversas nos últimos dias entre o governo de Belém e a embaixada de Cuba. Deve haver uma reunião nos próximos dias para discutir a aquisição da vacina Soberana, que é uma alternativa a mais para imunizar o povo brasileiro”, anunciou Juliano.

Segundo reportagem do El País, o imunizante cubano está na fase 3 de ensaios clínicos, a última antes da sua aprovação. Com isso, espera-se que, dentro de poucos meses, a ilha terá a primeira vacina latino-americana contra a Covid-19.

Na entrevista, Juliano também destacou políticas implementadas em Belém durante a pandemia e disse que a capital está avançada no processo de vacinação em relação às demais capitais do país. Nesta quarta, o município começou a imunizar pessoas abaixo de 59 anos. “É uma das capitais onde a vacinação está mais avançada no Brasil, apesar de ter recebido menos vacinas”, elogiou o presidente do PSOL.

Leia também

Confira a entrevista completa:

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.