Fórum Educação
25 de março de 2020, 11h46

“Belicismo, extremismo e falta de bom senso”, diz Flávio Dino sobre discurso de Bolsonaro

"Para o presidente brasileiro, a vida pode ser sacrificada. Toda vida é sagrada, e esse é um preceito da nossa Constituição", reforçou o governador

Divulgação

Em entrevista ao Fórum Onze e Meia desta quarta-feira (25), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse que o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro minimizando o coronavírus foi repleto de declarações “confusas” e que confrontam o preceito da Constituição de que “toda vida é sagrada”.

“Nós temos que ter coerência. Infelizmente, o presidente da República, desde o início da crise, mostra muita confusão”, disse o governador. No discurso desta terça, Bolsonaro voltou a atacar os meios de comunicação e governadores, além de repetir que há uma “histeria” em torno de uma “gripezinha”.

Para Dino, declaração de Bolsonaro foi repleta de “belicismo, extremismo e falta de bom senso”, mas que o governo do Maranhão vai manter as instruções das autoridades de saúde com relação à pandemia do coronavírus. Com isso, o isolamento deve ser mantido no estado.

“Vamos continuar seguindo as instruções da ciência. Temos a maioria dos países caminhando em direção à prevenção. Mas, apenas para o presidente brasileiro, a vida pode ser sacrificada. Toda a vida é sagrada, e esse é um preceito da nossa Constituição. O presidente da República faz uma matemática da morte, e nós precisamos fazer a ciência da vida. Toda vida humana deve ser respeitada. O pronunciamento presidencial desastrado não vai alterar a linha de trabalho do governo do Maranhão”, continuou.

“Nós temos tido visão de meio termo. Vamos seguir como as autoridades de saúde tem dito. Vamos manter o distanciamento social como uma medida preventiva deste momento. Quando não for necessário, vamos ter o restabelecimento de todas as atividades”, confirmou o governador.

Confira:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum