Bolsonaro pode ter Coronavirus; Wajngarten testa positivo

Secretário de Comunicação também teve contato com Trump. Veja aqui

Fábio Wajngarten, secretário de Comunicação da Presidência, testou positivo para coronavírus e agora aguarda o resultado da contraprova. O exame foi realizado em São Paulo. O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) e vários integrantes da comitiva que estiveram com ele em Miami, nos Estados Unidos, estão sendo monitorados desde a quarta-feira, após Wajngarten apresentar sintomas de gripe e ser submetido a um teste para o coronavírus.

O grupo passou a receber ligações, entre o final da tarde e o início da noite de quarta-feira, do gabinete da Presidência pedindo que diante de qualquer sintoma fizesse o comunicado imediato e procurasse um hospital militar em Brasília para fazer os exames.

Bolsonaro, que completa 65 anos no dia 21, está entre as pessoas que tiveram contato com Wajngarten. Durante a viagem, o chefe da Secom tomava café da manhã com o presidente em uma sala reservada. Nos Estados Unidos, o grupo que acompanhou Bolsonaro fazia deslocamentos em vans. Apenas o presidente seguia em carro separado. 

Wajngarten também teve contato direto com o presidente americano Donald Trump durante a viagem aos EUA. Veja foto abaixo:

Foto: Instagram

Nesta quinta-feira, 12, o presidente cancelou viagem ao Rio Grande do Norte. O ministro do desenvolvimento regional, Rogério Marinho, afirmou que o evento oficial foi cancelado por “razões de segurança sanitária”.

Na quarta-feira, após a Folha revelar que Wanjgarten havia passado por exames no Hospital Israelita Albert Einstein, o secretário de Comunicação foi ao Twitter criticar a imprensa. “Em que pese a banda podre da imprensa já ter falado absurdos sobre minha religião, família e minha imprensa, agora falam da minha saúde. Mas estou bem, não precisarei de abraços de Dráuzio Varella”, disse.

Com informações do Estadão

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.