Bolsonaro veta sistema de geolocalização para combate ao coronavírus

Presidente telefonou para o ministro Marcos Pontes e ordenou interrupção do processo

O presidente Jair Bolsonaro barrou a decisão de usar a tecnologia de geolocalização de aparelhos celulares para medir os efeitos das medidas de isolamento no Brasil. Segundo a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, o presidente teria argumentado ameaça à privacidade.

A tecnologia, que permite localizar os aparelhos celulares da população por meio do compartilhamento de dados, é uma maneira acessível de medir o movimento nas ruas e identificar aglomerações e eventos que representam riscos para a disseminação do vírus. Além disso, também é uma maneira de medir a eficácia das medidas de isolamento.

As empresas de telefonia já haviam encaminhado ao Ministério da Ciência e Tecnologia um memorando de entendimento, e o ministro Marcos Pontes anunciou que o sistema seria implantado.

Pontes, porém, teria recebido no sábado (11) uma ligação do presidente ordenando a interrupção do processo. Segundo Bolsonaro, a presidência precisa analisar melhor o tema, pois o sistema ofereceria risco à privacidade do cidadão.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR