terça-feira, 27 out 2020
Publicidade

Bolsonaro veta sistema de geolocalização para combate ao coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro barrou a decisão de usar a tecnologia de geolocalização de aparelhos celulares para medir os efeitos das medidas de isolamento no Brasil. Segundo a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, o presidente teria argumentado ameaça à privacidade.

A tecnologia, que permite localizar os aparelhos celulares da população por meio do compartilhamento de dados, é uma maneira acessível de medir o movimento nas ruas e identificar aglomerações e eventos que representam riscos para a disseminação do vírus. Além disso, também é uma maneira de medir a eficácia das medidas de isolamento.

As empresas de telefonia já haviam encaminhado ao Ministério da Ciência e Tecnologia um memorando de entendimento, e o ministro Marcos Pontes anunciou que o sistema seria implantado.

Pontes, porém, teria recebido no sábado (11) uma ligação do presidente ordenando a interrupção do processo. Segundo Bolsonaro, a presidência precisa analisar melhor o tema, pois o sistema ofereceria risco à privacidade do cidadão.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.