Brasil caminha para chegar a 4 mil mortes diárias por Covid-19 no fim de abril, dizem cientistas

Analisando dados do próprio governo Bolsonaro, Rede Análise Covid projeta um cenário ainda mais caótico para o fim do próximo mês

Cientistas de diferentes áreas que fazem parte da Rede Análise Covid afirmam, baseados em dados oficiais do governo Jair Bolsonaro, que o Brasil caminha para chegar à marca de 4 mil mortes diárias pelo coronavírus no fim de abril.

“Desde a virada do ano, a tendência de aumento é geral; o que muda de um Estado para o outro é apenas a velocidade de transmissão”, afirma o cientista de dados Isaac Scharstzhaup, coordenador da rede, em entrevista ao Estadão.

Segundo ele, não adianta fazer lockdown “de fim de semana, de sete dias” quando ciclo de contágio do vírus é de 14 dias.

“Por isso nunca chegamos a zerar o número de casos, como a Europa conseguiu, depois da primeira onda”, afirmou. “Quando as restrições não são feitas corretamente, acabamos fazendo um platô, uma estabilização em patamar alto. O Brasil teria que fazer uma restrição forte e não ceder no momento em que os números se estabilizam, esperar a real desaceleração”.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.