Brasileiros que moram no exterior criam abaixo-assinado em apoio ao isolamento social no Brasil

Jean Wyllys, Jessé de Souza, Márcia Tiburi e Karim Aïnouz foram algumas das mais de 700 pessoas que assinaram o texto. "O Brasil deve parar para salvar vidas humanas", argumentam

Preocupados com os impactos da pandemia do coronavírus no Brasil, brasileiros residentes no exterior criaram um abaixo-assinado, destinado ao presidente Jair Bolsonaro, pedindo a permanência do isolamento domiciliar no país como forma de conter o avanço do coronavírus.

Até esta segunda-feira (30), 777 pessoas assinaram o abaixo-assinado, dentre elas o ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL), o ex-diretor do Ipea, Jessé de Souza, a filósofa Márcia Tiburi e o cineasta Karim Aïnouz. O objetivo é atingir 1.000 assinaturas.

“Queremos expor a nossa angustia quanto ao modo como vem agindo o governo federal brasileiro. Lançamos assim um abaixo-assinado internacional, convidando a tod@s para assinarem indicando pais de moradia. #OBrasilDeveParar para salvar vidas humanas”, diz o texto do abaixo-assinado.

“No lugar de incitar a população a abandonar as medidas de distanciamento preconizadas por especialistas médicos ao redor do mundo, o senhor deveria pôr em ação um plano nacional para justamente favorecer tais medidas sobretudo para os muitos e muitas que vivem em condições precárias”, continua.

Bolsonaro descumpriu mais uma vez o protocolo do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS) de isolamento durante a pandemia e saiu às ruas do Distrito Federal neste domingo (29). Presidente visitou comércios e teve contato próximo com apoiadores.

Na manhã desta segunda-feira (30), no entanto, ele negou que tenha saído para passear. Bolsonaro ainda responsabilizou “a imprensa que não tem caráter” como um dos problemas causados pela pandemia do coronavírus.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR