Butantan entra com pedido na Anvisa para uso emergencial da CoronaVac

Anvisa tem 10 dias para apresentar seu parecer pela aprovação - ou não - do pedido, que permitirá o início da vacinação contra o coronavírus no Brasil

Em reunião na manhã desta sexta-feira (8), o Instituto Butantan entregou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o pedido de uso emergencial da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 produzida em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

“As primeiras 24h serão utilizadas para fazer uma triagem do processo e checar se todos os documentos necessários estão disponíveis. Se houver informação importante faltando, a Anvisa pode pausar o prazo e solicitar as informações adicionais ao laboratório”, afirmou a Anvisa, em nota.

Segundo a agência, que tem 10 dias para apresentar seu parecer pela aprovação ou não do pedido, a análise será feita por uma equipe multidisciplinar, envolve especialista das áreas de registro, monitoramento e inspeção.

“A meta da Anvisa é fazer a análise do uso emergencial em até 10 dias, descontando eventual tempo que o processo possa ficar pendente de informações , a serem apresentadas pelo laboratório”, diz a nota.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR