China tem primeira morte por covid-19 em oito meses

De acordo com o balanço oficial, 4.635 pessoas morreram no país em decorrência da covid-19

Foi registrada na China, nesta quinta-feira (14), a primeira morte por covid-19 em oito meses. O país, que é o local onde a doença apareceu pela primeira vez, conseguiu erradicar a pandemia desde a metade do ano passado.

Para isto, foram usadas fortes medidas de controle de movimento, isolamento social e até mesmo o uso de aplicativos de rastreamento de celulares.

A última morte na China de covid-19 havia sido registrada em maio do ano passado.

Na quinta-feira, a China anunciou o maior número de infecções desde março. Os números, no entanto, ainda são muito distantes dos registrados em outras partes do mundo.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) chegou ao país pouco depois do anúncio da morte, com a missão de estudar a origem do coronavírus.

A maioria dos novos casos apareceu em Hebei, uma grande província em torno de Pequim, com 81 casos. O falecido, de acordo com as autoridades sanitárias, esteve no local.

A notícia da morte se espalhou pelas redes sociais com mais de 100 milhões de comentários no Weibo, o equivalente ao Twitter na China. “É chocante, há muito tempo não via a expressão ‘morto pelo vírus’” na China, alarma-se um internauta que deseja rapidamente o fim da epidemia.

De acordo com o balanço oficial, 4.635 pessoas morreram no país em decorrência da covid-19, que já causou quase dois milhões de mortes no mundo.

Com informações do Estadão

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR