Cidade goiana bloqueia entradas com terra após registrar primeiro caso de coronavírus

A pequena Itapirapuã interditou o acesso de 17 ruas com montes de terra, pelo temor de que o vírus se espalhe na cidade, que tem 5 mil habitantes e nenhum leito de UTI

Neste sábado, os moradores de Itapirapuã amanheceram com a cidade literalmente “fechada”. Isso porque a Prefeitura da cidade, que fica a 180 km de Goiânia, decidiu bloquear as vias de entrada, após ser registrado o primeiro caso de coronavírus.

A prefeita Zélia Camelo de Oliveira (PP) ordenou o fechamento de 17 ruas que dão acesso à cidade, onde foram colocados montes de terra para impedir que os veículos possam passar. Apenas uma via de acesso ficou disponível, onde foi instalada uma equipe que obriga todos os visitantes a medir a temperatura antes de tentar entrar.

O objetivo da medida é impedir o surgimento de outros focos do vírus na cidade, que tem apenas 5 mil habitantes e cujo hospital não tem nenhum leito de UTI.

Segundo a Secretaria de Saúde do município, a pessoa infectada com covid-19 seria uma mulher, cuja identidade não foi revelada. Além dela, três parentes com os que ela teve contato também foram colocados em quarentena.

O secretário de Saúde de Itapirapuã, José Alcides de Azevedo, disse que a medida “será mantida pelo menos até este domingo, quando avaliaremos se deve continuar ou não”.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).