O que o brasileiro pensa?
22 de junho de 2020, 11h25

Com Eduardo Pazuello, casos de coronavírus quadriplicam e mortes vão de 14,8 para 50 mil

“Quando o general assumiu, tínhamos 218,2 mil casos e 14,8 mil mortes confirmadas por Covid-19. Em 38 dias de militarização da gestão, chegamos a mais de 1 milhão de casos e de 50 mil mortes”, adverte o jornalista Luiz Carlos Azedo

Foto: Divulgação

Quando o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, assumiu o cargo, em 15 de maio deste ano, há pouco mais de um mês, o Brasil tinha 218,2 mil casos e 14,8 mil mortes confirmadas por Covid-19.

De acordo com cálculo do jornalista Luiz Carlos Azedo, colunista do Correio Braziliense e do Estado de Minas, “em 38 dias de militarização da gestão, chegamos a mais de 1 milhão de casos e de 50 mil mortes”.

“Foi assim que Napoleão perdeu a guerra. Quando o general de divisão Panzuello assumiu o Ministério da Saúde, tínhamos 218,2 mil casos e 14,8 mil mortes confirmadas por Covid-19. Em 38 dias de militarização da gestão, chegamos a mais de 1 milhão de casos e de 50 mil mortes.”

Pazuello assumiu o cargo de secretário-executivo do ministério após a saída de Luiz Henrique Mandetta, que teve sucessivas discordâncias com o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) sobre o isolamento social.

Alinhado com Bolsonaro, Pazuello chegou com a missão de tutelar o recém nomeado Nelson Teich, que durou menos de um mês no cargo pelas mesmas razões do seu antecessor.

Com o seu pedido de demissão, Pazuello assumiu interinamente e afrouxou o isolamento. Desde então, apesar do Brasil ter crescimento no número de casos do coronavírus, permitiu o que o governo chama de “isolamento vertical”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum