Com UTIs lotadas em 17 capitais, Fiocruz diz que SUS vive pior momento da pandemia

Porto Velho, Rio Branco, Manaus e Boa Vista são as capitais que lideram na taxa de ocupação de leitos

Com o país registrando novos recordes de mortos por Covid-19, o Sistema Único de Saúde (SUS) já mostra sinais de colapso. As taxas de ocupação de UTIs do sistema público estão acima de 80% em 17 capitais, mas muitas cidades já enfrentam 100% de ocupação dos leitos.

Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), trata-se do pior cenário já observado durante a pandemia no Brasil. Nesta quinta-feira (25), o país bateu o recorde de mortes registradas em um único dia: 1.582.

As capitais com os piores indicadores são Porto Velho (RO), com lotação de 100%, Rio Branco (AC), com 88,7%, Manaus (AM) com 94,6%, Boa Vista (RR), com 82,2%, Palmas (TO), com 80,2%, São Luís (MA), com 88,1%, Teresina (PI), com 93%, Fortaleza (CE), com 94,4%, Natal (RN), com 89,0%, Recife (PE), com 80,0%, Salvador (BA), com 82,5%, Rio de Janeiro (RJ), com 85,0%, Curitiba (PR), com 90,0%, Florianópolis (SC), com 96,2%, Porto Alegre (RS), com 84,0%, Campo Grande (MS), com 85,5%, e Goiânia (GO), com 94,4%.

Enquanto isso, a campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 teve início apenas no fim de janeiro e só 7,6 milhões de doses foram aplicadas, o que representa 3,82% da população acima de 18 anos.

Com informações da Folha de S.Paulo

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR