O que o brasileiro pensa?
07 de maio de 2020, 09h52

Coronavírus: Flamengo testa elenco e comissão técnica. Três jogadores deram positivo

Bolsonaro faz peregrinação entre técnicos de futebol do Brasil. Ele quer conseguir apoio para a retomada do esporte. Tem ouvido não de todos

Foto: Divulgação/Flamengo

O Clube de Regatas do Flamengo soltou nota, na noite desta quarta-feira (6), onde afirma que efetuou testes do novo coronavírus, entre os dias 30 de abril e 3 de maio, em todos os seus colaboradores, além de muitos familiares próximos dos jogadores. Ao todo, foram realizados 293 testes. Três atletas do profissional testaram positivo.

Os resultados dos exames, de acordo com o clube, saíram nesta terça-feira. Dos 293 examinados, 38 testaram positivo, mesmo sem sintomas, sendo os chamados “positivos assintomáticos”. Foram detectadas 11 pessoas que já tinham tido o contato com o vírus previamente, sem sintomas, e já se encontravam com anticorpos IGG positivos.

Dos 38 que mostraram reação ao vírus, seis são funcionários do grupo de apoio do Flamengo, dois funcionários de empresas terceirizadas que prestam serviços regulares para o clube, 25 familiares ou pessoas que trabalham em residências de funcionários e jogadores e três atletas do elenco principal; outros dois jogadores apresentaram anticorpos IGG positivos.

O Flamengo informou ainda que, para os que testaram positivo, todos assintomáticos, as providências serão isolamento e quarentena, acompanhamento diário com questionários sobre sinais vitais e evolução, além de novas dosagens seriadas dos pacientes e contactantes até a resolução dos casos.

Os atletas que tiveram familiares ou funcionários com testes positivos entrarão em quarentena, com acompanhamento diário com questionários sobre sinais da doença e novas testagens. Em caso de novos testes negativos, serão integrados ao trabalho em prazo seguro ou, em caso de testagem positiva, seguirão, a partir de então, o padrão de conduta dos que já testaram positivo.

Ao final, o Flamengo reafirma que trabalha em total sintonia com as autoridades governamentais de forma a, com toda a responsabilidade e segurança, colaborar com o importante retorno às atividades do futebol no menor prazo possível.

“Ainda não é hora”, dizem técnicos a Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) faz peregrinação entre técnicos de futebol do Brasil. O objetivo era conseguir apoio para a retomada do esporte em meio à pandemia do novo Coronavírus. A resposta, no entanto, vai exatamente contra o que o líder do executivo defende. Treinadores ouvidos pela coluna De Primeira, do UOL, revelaram o discurso passado ao chefe do executivo de que “ainda não é hora” de fazer a bola voltar a rolar nos gramados.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum