quinta-feira, 22 out 2020
Publicidade

Coronavírus: Portugal decreta Estado de Calamidade em consequência do crescimento de casos

O anúncio foi feito nesta quarta-feira, em transmissão ao vivo pela internet, pelo Primeiro Ministro António Costa, logo após a reunião do Conselho

O Conselho de Ministros de Portugal decretou Estado de Calamidade Pública no país em consequência do crescimento do número de casos de Coronavírus. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (14), em transmissão ao vivo pela internet, pelo Primeiro Ministro António Costa, logo após a reunião do Conselho.

O primeiro-ministro decretou o aumento de restrições, com a implementação de oito medidas e destacou que a Covid-19 tem tido uma “evolução grave” no país. 

Agrupamentos nas ruas serão ser limitados a cinco pessoas e os eventos de natureza familiar, como casamentos e batizados, a 50 pessoas. Estão proibidas ainda festas e recepções nas universidades.

Costa anunciou também que serão intensificadas as ações das forças de segurança e a ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Econômica) fará um “reforço das ações de fiscalização”. As multas serão aumentadas em “até 10 mil euros” para as empresas que não cumprirem as regras em vigor.

O uso de máscara em espaços públicos será “recomendado vivamente a todos os cidadãos” e também a utilização do StayAway Covid, um aplicativo com informações oficias do governo sobre a doença.

O mês de outubro apontou um grande aumento de casos de Covid-19 no país, que conta atualmente com 89.121 casos e 2.110 mortes.

Com informações do País ao minuto

Julinho Bittencourt
Julinho Bittencourt
Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.