Fórum Educação
06 de abril de 2020, 08h44

Coronavírus: Suécia afrouxa confinamento e já registra número de mortos parecido com o do Brasil

A população do Brasil, no entanto, é 20 vezes maior que a da Suécia

Foto: Reprodução RT

O governo sueco resolveu implementar uma das medidas mais controversas de prevenção ao coronavírus em toda a Europa, devido à sua confiança excessiva no senso comum e à responsabilidade dos cidadãos.

Enquanto em outros países europeus e também no mundo eles seguem estritamente confinados, o governo sueco optou pelo método de recomendação, sem ditar qualquer tipo de restrição de confinamento ou movimento, gerando uma onda de críticas ao partido no poder.

O resultado foi um rápido crescimento da taxa de mortalidade em comparação com outros países nórdicos. O fato aumentou a pressão sobre o governo sueco, que acabou recuando ao jogar para o Parlamento nacional proposta que implementasse medidas mais severas para combater o vírus, segundo a Bloomberg.

Atualmente, a Finlândia tem pouco mais de 1.900 infectados e oito mortes, a Dinamarca com mais de 4.000 casos confirmados e 161 mortes, enquanto a Noruega registrou mais de 5.000 infectados e 58 mortes, segundo dados da American Johns Hopkins University.

A Suécia, por sua vez, com escolas, cafés e restaurantes em operação, registrou mais de 6.000 infectados e mais de 400 mortes por Covid-19, colocando os epidemiologistas do país em um grande desafio para conter a propagação do vírus e impedir o colapso de hospitais.

O Brasil, um país com a população 20 vezes maior, contabilizava, até este domingo (5), 487 mortes pela Covid-19.

A representante de saúde pública global de Estocolmo, Claudia Hanson, afirmou que a Suécia está acostumada a tomar decisões baseadas em evidências. Ela acredita, no entanto, que esse método não funciona para combater uma pandemia da magnitude do coronavírus, para a qual muitos detalhes são desconhecidos.

Com informações do Sputnik


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum