Cuba inicia ensaio clínico de vacinas contra Covid-19 em crianças a partir de 3 anos

Segundo o governo cubano, o estudo foi proposto devido ao aumento de contaminação de crianças pela Covid-19 e à segurança das vacinas Soberana 2 e Soberana Plus, que devem ser autorizadas para imunização em massa ainda neste mês

O Centro para o Controle Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos (CECMED) de Cuba anunciou nesta quinta-feira (10) que iniciará um ensaio clínico das vacinas Soberana 2 e Soberana Plus, contra a Covid-19, em crianças a partir de 3 anos.

O estudo aprovado será “realizado na faixa etária entre 3 e 18 anos, dividido em dois grupos, iniciando com adolescentes de 12 a 18 anos, seguido pelo grupo de crianças de 3 a 11 anos”, informou o governo cubano.

Segundo autoridades de saúde de Cuba, o estudo foi proposto devido ao aumento de contaminação de crianças pela Covid-19 e à segurança dos imunizantes em testes já realizados.

“Embora a maioria das crianças sofra da doença de forma moderada, é perigosa pelas complicações que podem sofrer no período da infecção e pelas consequentes sequelas deixadas pela doença”, informou o centro de controle cubano.

Os imunizantes serão aplicados, como já foi feito nos ensaios com adultos, em três doses a cada 28 dias, sendo as duas primeiras do Soberana 2 e uma do Soberana Plus.

Cuba tem cinco vacinas candidatas, duas delas (Soberana 2 e Abdala) em fase final de testes clínicos. Espera-se que a autorização oficial seja concedida neste mês.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.