Damares Alves recomenda que profissionais do sexo façam home office

Em cartilha lançada nesta quarta, Damares contraria o discurso de Bolsonaro e recomenda, em dois pontos do texto, "manter o isolamento social"

O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, da ministra Damares Alves, divulgou nesta quarta-feira (1), uma cartilha de combate ao coronavírus feita especialmente para a população LGBT.

Um trecho da cartilha é dedicada a profissionais do sexo e sugere, como medida preventiva, que “trabalhadores autônomos e profissionais do sexo” se adaptem para oferecer serviços virtuais.

“Trabalhadores autônomos, profissionais do sexo e pessoas sem renda fixa infelizmente são mais prejudicados durante as recomendações de quarentena. Mas não é na crise que nascem as boas ideias? Se tiver que trabalhar, converse com seus clientes, tente a opção do serviço virtual”.

Damares contraria o discurso do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) e recomenda, em dois pontos do texto, “manter o isolamento social”, pedindo que a população LGBT fique em casa e evite aglomerações.

Com informações do Universa

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR