Delegado do Pará distribui kits com cloroquina para pessoas com suspeita de Covid-19

Caso aconteceu em Parauapebas, no sudeste do estado. Entregas são feitas na rua e sem autorização da prefeitura

Um grupo de pessoas de Parauapebas, cidade do sudoeste do Pará, distribuiu 94 kits com cloroquina e azitromicina para pacientes com suspeita de Covid-19 neste domingo (17). A iniciativa não tem aval da prefeitura, mas contou com participação do delegado civil da região, Gabriel Henrique Costa.

A ação foi denunciada pelo jornalista Leandro Barbosa no Twitter, que também trouxe prints de publicações com assinatura do delegado e que anunciam a distribuição dos medicamentos.

“Ação social amigos contra Covid-19. Foram distribuídos 94 kits dos remédios cloroquina e azitromicina, juntamente com máscaras e álcool em gel”, diz a postagem. “Leve sua receita médica”, pede a publicação.

De acordo com o jornalista, a prefeitura de Parauapebas disse que a iniciativa não faz parte de suas ações de combate ao Covid-19. O Ministério Público Estadual já solicitou informações ao delegado sobre a entrega dos remédios.

A Polícia Civil do Pará também informou que não realiza distribuição de medicamento e ressalta que a Corregedoria da Instituição já instaurou inquérito para apurar o envolvimento de servidores na ação.

O uso da cloroquina contra o coronavírus é uma das principais bandeiras do presidente Jair Bolsonaro neste momento de pandemia. O medicamento, no entanto, ainda não teve sua eficácia comprovada cientificamente.

O Pará já tem 13.864 casos confirmados da doença e mais de 1.239 mortes. A capital do estado, Belém, é uma das poucas cidades do país que aderiu ao lockdown.

Confira:

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.