domingo, 20 set 2020
Publicidade

“Deus não mandou a pandemia, mas permitiu”, afirma padre bolsonarista

O padre bolsonarista Reginaldo Manzotti afirmou, em entrevista ao Pânico nesta terça-feira (4), que a pandemia do coronavírus não é um castigo de Deus, mas foi “permitida” por ele.

“Deus não mandou a pandemia, mas permitiu”, afirmou. Para o padre, as pessoas devem se questionar sobre o que podem aprender com a crise. “Por que isso está acontecendo? Quais são as lições?”, continuou.

Para ele, no entanto, a sociedade talvez não aprenda as lições necessárias. “Sinceramente não sei se passada a pandemia teremos aprendido a grande lição, como essa consciência de casa comum”, disse.

Dono da Associação Evangelizar é Preciso, com rádios e TV próprias, Manzotti foi um dos padres que participou da reunião com o presidente Jair Bolsonaro em maio para oferecer “mídia positiva” para ações do governo na pandemia do novo coronavírus. Em troca, o grupo pediu anúncios estatais e outorgas para expandir sua rede de comunicação.

Na reunião, Manzotti cobrou agilidade e ampliação das outorgas. “Nós somos uma potência, queremos estar nos lares e ajudar a construir esse Brasil. E, mais do que nunca, o senhor sabe o peso que isso tem, quando se tem uma mídia negativa. E nós queremos estar juntos”, disse.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.