O que o brasileiro pensa?
09 de julho de 2020, 20h15

Ditadora boliviana admite que está com coronavírus

Jeanine Áñez teve diagnóstico confirmado nesta quinta, mas afirmou que se sente bem: “Me sinto forte e vou continuar trabalhando de forma virtual, em casa”

A ditadora boliviana Jeanine Áñez (foto: La Información)

Depois de Jair Bolsonaro, a América do Sul ganhou um segundo caso de chefe de Estado contagiado pelo coronavírus. Se trata da ditadora da Bolívia, Jeanine Áñez, imposta na presidência do país desde o golpe de Estado de novembro de 2019.

A própria Áñez anunciou, em mensagem publicada em sua conta de Twitter, o resultado positivo do seu exame. “Me sinto bem, me sinto forte, e vou continuar trabalhando de forma virtual, em casa”, afirmou a ditadora.

Áñez também contou que não apresenta sintomas, e que só fez o teste, por recomendações médicas, depois que vários assessores próximos tiveram resultado positivo detectado recentemente.

Atualmente, a Bolívia registra 43 mil casos oficiais de covid-19, com 1,5 mil falecidos e 13 mil pessoas curadas. No entanto, muitas organizações reclamam de subnotificação no país, e que a quantidade real de casos já superaria os 100 mil, e o de mortes seria pelo menos 10 mil.

Em algumas cidades, como Cochabamba, já se registra inclusive um colapso funerário, com corpos empilhados nas ruas por falta de sepultura.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum