Dose única da Janssen irá para moradores em situação de rua e caminhoneiros

Medida tem sido adotada em vários estados do Brasil levando em conta o risco do retorno e a rapidez no processo

A vacina da Janssen passou a ocupar papel estratégico na vacinação em vários estados do Brasil. Por ser de dose única, ela vai ser aplicada em grupos que correm o risco de não retornar para a segunda aplicação ou que precisam de mais rapidez no processo, como caminhoneiros e pessoas em situação de rua.

Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Norte, e ainda em cidades como São Paulo e Araguaína (Tocantins) já adotaram a medida. Especialistas elogiam priorização desses grupos.

A Prefeitura de São Paulo reservou cerca de 12% das doses da Janssen, no último sábado, para a população de rua com mais de 18 anos — 14 mil unidades devem concluir a vacinação dessas pessoas, iniciada ainda em fevereiro. O padre Júlio Lancellotti, conhecido por seu trabalho com pessoas em situação de rua, divulgou a medida em suas redes sociais.

Quase 22 mil doses de outras vacinas foram aplicadas, nos últimos quatro meses, nos centros de acolhida da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS). Em nota, a pasta disse que o objetivo da nova etapa é completar a aplicação de parte dessa população que não está cadastrada nesses centros.

As demais 100 mil doses do imunizante enviadas ao município foram distribuídas às 468 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da capital e poderão ser aplicadas no público geral elegível.

Em Minas, 80% das 149 mil doses recebidas vão para moradores de rua. O estado também determinou o uso da vacina americana em trabalhadores do transporte coletivo e da limpeza urbana, e forças de segurança e de salvamento.

Em Belo Horizonte, todas as 23 mil unidades da Janssen serão utilizadas, inicialmente, para a imunização da população de rua, estimada em 8,5 mil pessoas.

O governo do Rio Grande do Norte determinou também que moradores de rua e caminhoneiros devem ser considerados prioritários para a aplicação da Janssen. No Paraná, que recebeu cerca de 91 mil injeções, os caminhoneiros estão entre os prioritários, assim como trabalhadores do transporte rodoviário, ferroviário e aquaviário.

Publicidade

Com informações do Diário de Pernambuco

Tags:

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.