Eficácia geral de vacina do Butantan é de 50,4%

Coronavac registrou proteção de 78% em casos leves e 100% contra casos moderados e graves da Covid-19; índice geral é maior do que o patamar exigido pela OMS

O Instituto Butantan detalhou nesta terça-feira (12) que a vacina Coronavac tem eficácia geral de 50,38% contra a Covid-19. Os 78% divulgados pelo governador de São Paulo, João Doria, na última semana, tratavam-se apenas de casos leves.

O dado global foi divulgado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no pedido de registro emergencial da vacina. De acordo com especialistas, o índice está acima dos 50% requeridos universalmente para considerar um imunizante viável.

Chamado de eficácia global, o índice aponta a capacidade da vacina de proteger em todos os casos – sejam eles leves, moderados ou graves. O número mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e também pela Anvisa é de 50%.

“A gente tinha previsto que a vacina tinha que ter uma eficácia menor em casos mais leves e uma eficácia maior em casos moderados e graves e nós conseguimos demonstrar esse efeito biológico esperado. Esta é uma vacina eficaz. Temos uma vacina que consegue controlar a pandemia através desse efeito esperado que é a diminuição da intensidade da doença clínica”, afirmou o diretor de pesquisa do Instituto Butantan, Ricardo Palácios, ao apresentar os dados do estudo.

Em apresentação realizada nesta terça (12), o presidente do departamento de infectologia da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria), Marco Aurélio Safadi, afirmou que esses dados são semelhantes aos de vacinas como a de rotavírus e coqueluche e são superiores à da gripe. 

A tabela de eficácia é a seguinte: casos graves e moderados (UTI e hospitalização) – 100% de eficácia; casos leves (precisa de atenção ambulatorial) – 77,96%; casos muito leves (não precisa de ajuda) – 50,38%.

De acordo com o governo de São Paulo, “o resultado de eficácia dos casos leves, classificado como score 3, em pacientes que precisaram receber alguma assistência, foi de 77,96%, sendo que sete pessoas haviam recebido a vacina, e outras 31, placebo. Para os casos moderados e graves que necessitaram de hospitalização, a eficácia foi de 100%. Nenhum paciente infectado que recebeu a vacina do Butantan precisou de internação. Entre os que tomaram placebo, houve sete pacientes que precisaram de internação”.

A Coronavac é uma vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac. Ela foi testada em mais de 12.476 mil voluntários no Brasil em parceria com o Butantan. O instituto vai produzir o imunizante no Brasil.

Entenda a eficácia da CoronaVac aqui.

Com informações da Folha, Governo de São Paulo, G1 e CNN Brasil

Divulgação/Instituto Butantan/Governo de São Paulo
Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR