O que o brasileiro pensa?
22 de março de 2020, 09h51

Em coro com Bolsonaro, véio da Havan chama coronavírus de “histeria” e ameaça demissão em massa durante live

"Pra mim, Luciano, é muito simples. Então, eu simplesmente fecho as lojas, cancelo os pedidos de todos os meus fornecedores. Tenho dinheiro para pagar tudo e vai sobrar dinheiro no meu bolso. E aí eu vou pegar e vou pra praia. Né? E quem sabe eu tenha que mandar 22 mil colaboradores embora", diz o véio da Havan

Jair Bolsonaro e Luciano Hang - Foto: Reprodução/Twitter

Em coro com Jair Bolsonaro, o empresário Luciano Hang, o “véio da Havan”, publicou uma live na última quinta-feira (19) em que classificou a pandemia de coronavírus como histeria e ameaçou demitir 22 mil “colaboradores” de suas lojas.

“Pessoal, o que nós estamos vendo nesse país hoje é uma histeria que não deveria estar acontecendo”, diz o empresário, citando uma série de fake news comparando o Brasil com a Itália, onde segundo ele, morreram pessoas com “idade média de 80 anos”. “Eu falei para o meu pessoal aqui, nós vamos pegar a gripe e não vai ter problema”, ressaltou.

O empresário diz ainda que “para ele”, a questão é simples, ameaçando fechar as lojas e demitir 22 mil empregados. “Se perder o emprego pode demorar de 5 a 10 anos para conseguir um novo emprego”, diz Hang, antes de iniciar as ameaças.

“Pra mim, Luciano, é muito simples. Então, eu simplesmente fecho as lojas, cancelo os pedidos de todos os meus fornecedores. Tenho dinheiro para pagar tudo e vai sobrar dinheiro no meu bolso. E aí eu vou pegar e vou pra praia. Né? E quem sabe eu tenha que mandar 22 mil colaboradores embora. E 1 emprego no comércio é cinco para trás (na indústria). Então, se eu tenho 22 mil colaboradores, eu tenho 120 mil pessoas dependendo da Havan”, diz ele.

Efeitos econômicos do coronavírus.

Publicado por Luciano Hang em Quinta-feira, 19 de março de 2020

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum