Fórum Educação
27 de março de 2020, 10h16

Em meio à crise, Bolsonaro gasta R$ 4,8 milhões na propaganda “o Brasil não pode parar”

Agência de publicidade responsável pela campanha foi contratada sem licitação. Vídeo tem como principal objetivo defender o isolamento vertical proposto pelo presidente

Campanha publicitária do governo defende fim do isolamento horizontal (Foto: Reprodução)

O governo de Jair Bolsonaro vai gastar R$ 4,8 milhões para produzir uma campanha pelo fim do isolamento horizontal durante a epidemia do coronavírus e a favor do isolamento vertical. Com isso, governo pretende deixar em confinamento apenas pessoas que estão enquadradas no grupo de risco do coronavírus, como idosos.

De acordo com a coluna de Guilherme Amado, na revista Época, a campanha foi classificada com emergencial e, por esta razão, realizada sem licitação. O conteúdo está sendo produzido pela agência iComunicação.

Ainda de acordo com a coluna, quem “bateu o martelo” da contratação da campanha foi o filho do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), no lugar do secretário de Comunicação do governo, Fabio Wajngarten, que está com coronavírus.

O governo deverá colocar a campanha no ar já neste sábado (28). Trata-se de um vídeo que, mesmo ainda não finalizado, já foi distribuído entre bolsonaristas nas redes sociais e no WhatsApp.

No vídeo, o narrador cita diversas profissões e diz que o Brasil não funciona sem elas. “Para os pacientes das mais diversas doenças e os heroicos profissionais de saúde que deles cuidam, para os brasileiros contaminados pelo coronavírus, para todos que dependem de atendimento e da chegada de remédios e equipamentos, o Brasil não pode parar. Para quem defende a vida dos brasileiros e as condições para que todos vivam com qualidade, saúde e dignidade, o Brasil não pode parar”, diz.

Redes sociais

Antes mesmo da estreia do vídeo, Bolsonaro já havia adiantado a campanha nas contas oficiais do governo. Em postagem feita na noite de quarta-feira (25) na página oficial “Governo do Brasil”, no Instagram, a campanha “O Brasil não pode parar” já aparece e com trechos do discurso de Jair Bolsonaro feito em cadeia nacional nesta semana.

Na mensagem, a Secretaria de Comunicação argumenta que a maior parte das mortes causadas pelo coronavírus são de idosos, ignorando o fato de que os mais jovens podem, muitas vezes, não apresentarem sintomas, e por isso o isolamento é recomendado para todos, e não somente para os grupos de risco.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum