O que o brasileiro pensa?
21 de junho de 2020, 17h52

Em silêncio sobre 50 mil mortes no Brasil, Carlos Bolsonaro pede “que Deus conforte os argentinos” por “volta do socialismo”

Há mais mortos por Covid no Brasil do que casos confirmados na Argentina

Carlos Bolsonaro (Reprodução)

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) publicou uma mensagem em suas redes sociais neste domingo (21) lamentando uma suposta “volta do socialismo” na Argentina. O filho do presidente Jair Bolsonaro, no entanto, silenciou sobre a marca de 50 mil mortes provocadas pelo novo coronavírus no Brasil.

“Que Deus conforte nossos irmãos argentinos que hoje experimentam a volta do socialismo e a destruição da vida e economia de seu país”, afirmou Carlos.

Ele ainda pediu que no Brasil “as autoridades que prezam pela democracia, entendam e se unam no entendimento no que podemos brevemente nos tornar”.

O filho do presidente, no entanto, não comentou nas suas redes sobre a marca de 50 mil mortes provocadas pela pandemia da Covid-19 no Brasil e ignorou que os números do país vizinho são muito inferiores ao do país comandado pelo pai.

Com uma rígida quarentena, o país comandado pelo presidente Alberto Fernández chegou a 1 mil mortes provocadas pela doença apenas neste sábado. São 41 mil casos confirmados na Argentina, um número bem distante dos mais de 1 milhão de brasileiros infectados.

O Brasil já registra mais mortes do que a quantidade de infectados no país vizinho. A Argentina foi o primeiro país da América Latina a registrar óbitos pela doença e logo se fechou.

O ataque de Carlos está relacionado com os atos promovidos por opositores de Fernández, como o ex-presidente Maurício Macri, contra a quarentena e contra projeto de expropriação de empresa agroexportadora com dívida bilionária, apresentado pelo governo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum