Fórum Educação
05 de abril de 2020, 12h44

Equipamentos desviados por Trump são entregues a empresas privadas para vender a hospitais

O almirante John Polowczyk, membro da força-tarefa estadunidense contra o coronavírus, não só confessou como defendeu esse esquema, ao lado de Donald Trump

O almirante John Polowczyk (foto: WikiCommons)

Se confiscar insumos médicos de outros países já parecia uma grande barbaridade nestes tempos de pandemia, imagine entregar esses recursos confiscados para que as grandes empresas lucrem com ele em plena pandemia.

Leia também:
Capitalismo selvagem: EUA pagam mais e desviam equipamentos médicos com destino ao Brasil, Alemanha e França
Comprando médicos: EUA oferecem visto de permanência por até 7 anos para tratar do coronavírus

Pois é exatamente isso o que acontece, segundo confessou o almirante John Polowczyk, membro da força-tarefa estadunidense de combate ao coronavírus.

Ao ser perguntado por uma jornalista como é feita a distribuição dos equipamentos e materiais que chegam ao país, Polowcyk explicou que os militares – responsáveis por confiscar os produtos quando eles fazem escala em algum aeroporto estadunidense, entregam a empresas do setor privado, que vendem aos hospitais, ou aos estados.

“Eu não estou aqui para interromper uma cadeia de suprimentos”, justificou Polowcyk. Minutos depois de dizer isso, o próprio presidente Donald Trump apareceu ao lado do almirante, dando a entender que respaldava suas declarações.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum