Fórum Educação
05 de abril de 2020, 18h27

Escolas de samba do RJ vão produzir máscaras e aventais contra o coronavírus

Os barracões, usados para confeccionar fantasias para o carnaval, vão atender às necessidades de profissionais de saúde e da população diante da pandemia de Covid-19

Foto: Gabriel Nascimento/RioTur

A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) do Rio de Janeiro anunciou no sábado (4) que está coordenando uma ação conjunta das 12 escolas de samba do Grupo Especial e das duas recém-rebaixadas contra o novo coronavírus.

Em entrevista ao jornalista Alberto João, do portal Carnavalesco, o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, deu detalhes do plano, que consiste na confecção de máscaras de tecido para a população e aventais para profissionais de saúde, além da doação de cestas básicas e material de higiene.

“Consultamos todas escolas e a adesão foi unânime. É uma força-tarefa. Algumas já estão produzindo máscaras, doando cestas básicas e material de higiene pessoal. Todas vão participar da produção de máscaras e aventais. Recebemos a orientação de médicos do Hospital do Fundão (UFRJ), da Fiocruz, além da secretaria municipal de Saúde, para identificarmos os insumos necessários e os modelos para produção”, disse Castanheira.

Segundo o presidente da Liesa, as escolas vão usar os barracões – local onde são produzidas fantasias e construídos carros alegóricos – ou oficinas mais próximas das comunidades.

Cerca de 80 costureiras seriam contratadas – seis por escola – para fabricar os materiais. Além disso, a Liesa pensa em contar com voluntários que queiram ajudar.

“É o momento de darmos as mãos e sairmos dessa crise. Para não deixarmos a população sofrer um impacto maior. As escolas e os sambistas sempre são solidários”, completou.

A Viradouro, campeã do carnaval em 2020, conta que está produzindo, desde quinta-feira, pelo menos 5 mil máscaras. “A ideia da escola é continuar produzindo para atender ao maior número de pessoas possível. A data e horário de distribuição serão divulgados através das redes sociais da Viradouro”, disse o diretor de carnaval da escola, Dudu Falcão.

Penúltima colocada em 2020, a Estácio de Sá também não ficou para trás no quesito solidariedade e tem promovido arrecadação e doação de cestas básicas em sua quadra. A escola ainda colocou sua sede social à disposição das autoridades para servir como base de apoio ao combate ao novo coronavírus.

View this post on Instagram

. A Unidos do Viradouro está mobilizada na luta contra o coronavírus. A atual campeã do Carnaval carioca deu início na última quarta-feira, 1, à produção de máscaras para serem distribuídas na quadra da escola, inicialmente aos componentes da comunidade que desfilaram no Carnaval 2020. Nesta primeira fase de produção, estão sendo confeccionadas cinco mil unidades. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Katia Paz, proprietária da confecção que já presta serviços à escola há alguns anos e que está no comando da produção, esteve no almoxarifado do barracão, na Cidade do Samba, Zona Portuária, para escolher os tecidos e dar início ao trabalho. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ – Havia algumas peças inteiras de TNT, ainda embaladas, e peguei logo, pra começar a trabalhar. Aqui no ateliê, eu tinha alguns tecidos que restaram do trabalho que fiz pra Viradouro este ano. São tecidos sugeridos pelo Ministério da Saúde, como algodão, por exemplo, e também vamos aproveitar. Tudo já foi devidamente higienizado, seguindo as normas do pessoal da Saúde – informa Katia, que ressalta ainda que toda a área de produção foi limpa e que as costureiras têm máscaras e álcool em gel à disposição para a produção e manuseio dos tecidos. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Segundo Dudu Falcão, diretor de carnaval, após embaladas, as máscaras serão levadas para a quadra da escola, no Barreto, em Niterói, onde serão distribuídas. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ – A ideia da escola é continuar produzindo para atender ao maior número de pessoas possível. A data e horário de distribuição serão divulgados através das redes sociais da Viradouro. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 📸 Fotos de divulgação do local onde as máscaras estão sendo produzida.

A post shared by G.R.E.S. Unidos do Viradouro (@unidosdoviradouro) on


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum