domingo, 27 set 2020
Publicidade

Estado de São Paulo supera Nova York em quantidade de casos de coronavírus

Embora São Paulo venha sendo apontada há tempos como novo epicentro mundial da pandemia em termos relativos, por sua quantidade de casos diários desde maio, somente nesta quinta-feira (16) passou a ser também em números absolutos.

Após a última atualização dos números sobre o coronavírus no Brasil e nos Estados Unidos, o Estado de São Paulo, governado pelo tucano João Doria, passou a registrar 407,4 mil contágios oficiais (5,4 mil só no dia de ontem). Por sua vez, o estado de Nova York teve 1,1 mil novos casos na mesma jornada, chegando a um total de 404,8 mil.

No entanto, os estadunidenses ainda lideram em quantidade de mortes: 32,4 mil óbitos no total, contra 19,5 dos paulistas, até esta quinta-feira. Todos os números são do observatório de covid-19 da Universidade Johns Hopkins.

Se fossem países, São Paulo e Nova York seriam o quinto e o sexto mais afetados do mundo pela pandemia, respectivamente, superando o Peru, que tem 341,6 mil infectados, e atrás apenas de Rússia, Índia, do resto do Brasil e do resto dos Estados Unidos.

Ambos os estados são os mais afetados pela pandemia em seus respectivos países, que por sua vez são os dois mais afetados do mundo pela pandemia do novo coronavírus: o Brasil tem 2 milhões de contagiados e 76 mil mortes, enquanto os Estados Unidos têm 3,6 milhões de contagiados e 138 mil mortes.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).