O que o brasileiro pensa?
25 de junho de 2020, 21h21

“Eu acho que eu já peguei, tá certo?”, diz Bolsonaro, em live, sobre a Covid-19

Na live em que voltou a falar que já pode ter sido infectado, presidente mais uma vez pregou a reabertura do comércio; testes de Bolsonaro que teriam dado negativo só foram apresentados após decisão judicial

Foto: Marcos Corrêa/PR

Em sua live semanal desta quinta-feira (25) o presidente Jair Bolsonaro voltou a aventar a possibilidade de já ter sido infectado pela Covid-19.

“Fiz dois testes lá atrás, deu negativo. Não senti nada, não sei. Eu posso até fazer o teste novamente para ver se tenho anticorpos já. Eu acho que eu já peguei, tá certo?”, afirmou.

A fala se deu em um momento em que Bolsonaro, como de costume, defendia a reabertura do comércio.

“O objetivo de fechar (o comércio) é que as pessoas contaminadas fossem atendidas. Temos notícias que os hospitais têm sobra de leitos. A contaminação é uma realidade. Ninguém discute. Aproximadamente 70% vão se contaminar. A maioria não vai sentir nada. Até o General Heleno que está com 75 anos, soube do vírus e foi fazer o teste. E até pegou esteira. Tem gente que tem doença, e pode ir a óbito. A gente lamenta, mas é a preocupação. quem tem comorbidade, doença”, declarou o capitão da reserva.

Apesar dos testes de Bolsonaro terem indicado negativo para o novo coronavírus, o presidente só os apresentou após uma intensa batalha judicial. Ao longo de semanas, entre abril e maio, o Planalto segurou a divulgação dos exames e o presidente seguiu, como faz até hoje, circulando sem máscara de proteção e incentivando e causando aglomerações.

“Adequação” do auxílio emergencial

Enquanto a Câmara possui projetos de ampliação do benefício até o fim do ano ou até o meio de 2021, Bolsonaro, na live, falou em redução para “adequação”, pregando o fim do isolamento.

“Adequação. 1200 reais em 3 parcelas. Deve ser 500, 400 e 300 reais. A ideia do auxílio é atender aos desassistidos, mas a economia espera que volte a funcionar. Abrir pra funcionar. Lamentamos as mortes, mas o objetivo de fechar era para que as pessoas fosse aos hospitais e fossem atendidas. Temos a notícia verdadeira que os hospitais estão com sobra de leito”, declarou o presidente.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum