terça-feira, 29 set 2020
Publicidade

EUA: condados do Texas e do Arizona usam caminhões frigoríficos para armazenar mortos por coronavírus

O aumento de contágios e mortes por coronavírus registrados há algumas semanas nos Estados Unidos tem levado alguns condados do país a tomar medidas extremas, para enfrentar o colapso tanto dos sistemas de saúde quanto dos serviços funerários.

Entre os casos pitorescos nesse sentido estão os registrados no Texas e no Arizona. Segundo informação do jornal The New York Times, autoridades regionais desses estados teriam alugado caminhões frigoríficos para usá-los no armazenamento de cadáveres, devido à superlotação dos necrotérios locais.

Essa situação, segundo o jornal novaiorquino, acontece, por exemplo, na cidade de San Antonio e no condado de Bexar, ambos no Texas, onde as autoridades locais alugaram esses caminhões frigoríficos para poder manter a refrigeração dos corpos de pessoas falecidas por covid-19.

Segundo Mario Martínez, diretor-assistente do Departamento de Saúde de San Antonio, “o crescente número de mortes por covid-19 na cidade gerou um congestionamento dos serviços funerários, que por sua vez faz com que os hospitais enfrentem uma acumulação de corpos”.

O assessor reconhece que “esta é uma situação constrangedora, da qual não nos orgulhamos, mas também é preciso encarar esta realidade atual, e entender a gravidade das crises sanitária e funerária na nossa comunidade”.

A pandemia também mostra casos mais dramáticos, como a do condado de Maricopa, no Arizona, onde os quatro caminhões frigoríficos alugados de empresas da região também já não suportam a demanda, e as autoridades estão procurando trazê-los de outras regiões.

Outro caso especialmente complexo é o das cidades de Cameron e Hidalgo, ambas no Texas. Elas dividem um único caminhão frigorífico como necrotério auxiliar para ambas.

O veículo pode comportar cerca de 50 corpos humanos, e também já está lotado, e também está próximo da sua máxima lotação. Até esta quarta-feira (15), Cameron registrava um total de 79 mortes, e tem 18 corpos no caminhão, enquanto Hidalgo, onde os falecidos até a quarta eram 183, mantém 23 corpos no necrotério improvisado.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).