Fernando Haddad pede CPI da Covid já

Haddad participa de uma reunião online com a bancada do PT na Câmara para formatar detalhes da proposta para criação de um comitê de crise, com representantes de prefeitos, governadores, judiciário e especialistas

Adversário de Jair Bolsonaro no segundo turno das eleições de 2018, Fernando Haddad (PT) foi às redes sociais nesta segunda-feira (1º) pedir a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a inércia do governo federal diante da pandemia do coronavírus, que já matou mais de 255 mil brasileiros.

“Bolsonaro cancelou o auxílio emergencial, fechou leitos de UTI, promoveu aglomeração, combateu o uso de máscara, desdenhou os laboratórios produtores de vacinas, estimulou o uso de cloroquina etc. CPI da COVID já”, tuitou o petista.

Nesta segunda-feira, Haddad participa de uma reunião online com a bancada do PT na Câmara para formatar detalhes da proposta para criação de um comitê de crise, com representantes de prefeitos, governadores, judiciário e especialistas para alinhamento de medidas contra o caos instituído por Jair Bolsonaro no país diante do agravamento da pandemia do coronavírus.

A proposta é uma alternativa à falta de quórum no Congresso para um processo de impeachment contra Bolsonaro, segundo o deputado Alexandre Padilha (PT-SP).

Para o deputado, a participação do judiciário é imprescindível na Comissão para dar mais celeridade na tomada de ações e para detectar novos crimes de responsabilidade cometidos por Bolsonaro.

“Por considerar que Bolsonaro sozinho, que o governo federal sozinho não tem condições de liderar essa tragédia é que eu defendo a constituição de um comitê mais amplo que tenho poder de alinhamento e de cobrança sobre isso”, afirmou.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR