Flávio Dino recorre ao STF para importar a vacina Sputnik V

"Brasil não pode ficar eternamente no fim da fila das vacinas em nível internacional", afirmou o governador do Maranhão

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), foi às redes sociais nesta sexta-feira (9) para anunciar que acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorize o uso e a importação imediata da vacina russa Sputnik V.

Dino diz que já fechou um contrato para comprar doses desse imunizante, mas que falta aval da Anvisa. A agência ainda não aprovou o uso emergencial da vacina contra a Covid-19 no Brasil.

Em comentário nas redes sociais, o governador criticou a lentidão da vacinação no país. “Maranhão apresentou ao STF uma petição requerendo a autorização à importação da vacina Sputnik. As leis são claras ao permitir a compra pelos Estados. Não há motivo para protelações. O Brasil não pode ficar eternamente no fim da fila das vacinas em nível internacional”, escreveu no Twitter.

Na ação, o governo do Maranhão alega que a Sputnik V já foi submetida a testes que comprovaram sua eficácia e segurança. Além disso, afirma que o imunizante já está sendo aplicado em 50 países, incluindo alguns da América Latina. Na região, a Sputnik V foi liberada na Argentina, México, Bolívia, Venezuela e Paraguai.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.