quarta-feira, 23 set 2020
Publicidade

Funerária em BH teria recebido 73 corpos nos últimos três dias; PM investiga veracidade da informação

Uma funerária de Belo Horizonte teria registrado o recebimento de 73 cadáveres nos últimos três dias, número extremamente incomum segundo o gerente da instituição, Sérgio José da Silva. A Polícia Militar investiga a possibilidade de mortes devido à Covid-19 e a veracidade do caso.

Segundo o jornal Correio Brasiliense, ao menos 23 corpos teriam tido confirmação de morte por problemas respiratórios graves. À polícia, Sérgio afirmou que nunca antes, em 30 anos de profissão, havia presenciado o recebimento de um volume tão grande de corpos.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) nega que existam casos confirmados de morte devido a contaminação pelo novo coronavírus no estado. Porém, os sintomas descritos como causa da morte poderiam estar ligados à doença. De acordo com reportagem publicada pelo portal BHaz, o gerente também se mostrou alarmado pela faixa etária dos mortos: entre 50 e 90 anos. Apenas um teria 49.

Em nota, a SES-MEG reforçou que “a situação mencionada está sendo avaliada e acompanhada pelos órgãos competentes”, e que não confirma casos de morte pela doença no estado. “Tão logo as informações sejam apuradas adequadamente, daremos os devidos esclarecimentos”, escreveu a instituição.

Já a Polícia Militar afirma que as devidas medidas estão sendo tomadas, mas que é preciso, antes de mais nada, verificar a veracidade da informação. O major Flávio Santiago afirmou que é preciso levar a informação às pessoas para que não haja pânico desnecessário, e qualquer relato coletado pelos policiais deve ser levado aos comandantes. “Já há um indício de informações inverídicas e precisamos de muita cautela no repasse dessas informações”, alertou.

Gabriella Sales
Gabriella Sales
Estudante de Jornalismo na ECA-USP e estagiária da Fórum.