Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de março de 2020, 22h48

Garçom que atendeu Bolsonaro em Miami também é suspeito de ter coronavírus

Franklin Oliveira afirmou que “embora o vírus não tenha tanto poder contra quem é jovem, achei interessante vir e fazer o exame e ficar com a consciência tranquila, saber que não sou o propagador do vírus”

Reprodução

O brasileiro Franklin Oliveira, que trabalha como garçom na churrascaria Steak Brasil, em Miami, e que chegou a tirar foto com Jair Bolsonaro quando o presidente passou pelo restaurante, no domingo passado, foi ao hospital e solicitou realizar um teste de coronavírus, nesta quinta-feira (12).

Oliveira buscou ajuda médica após dois dias sentindo dores na garganta. Através de suas redes sociais, Oliveira publicou seu relato: “Eu atendi domingo a comitiva do presidente Jair Messias Bolsonaro e o presidente (sic) da Secom atestou positivo hoje de manhã, então achei interessante vim fazer o exame, porque eu fui o garçom da mesa deles, e eu já estou com dor de garanta desde ontem, hoje se agravou um pouquinho mais quando acordei”.

O brasileiro está sendo atendido no hospital Jackson Memorial, em Miami, “Eu sei que o vírus não tem tanto poder contra a gente que é jovem, mas é mais uma preocupação com as pessoas idosas, para não propagar o vírus para tentar ter um controle do avanço do coronavírus. Por isso achei interessante vir e fazer o exame e ficar com a consciência tranquila, saber que não sou o propagador do vírus”, contou.

Oliveira também conta que o hospital ainda não confirmou se ele poderá realizar o exame, e que isso será decidido pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças, nesta sexta-feira.

No domingo, o garçom teve contato com o secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten, que já deu positivo em seu exame de coronavírus, e com o presidente Jair Bolsonaro, que está sob suspeita e aguarda resultados de exames.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum