Intoxicação com água sanitária e desinfetante cresce nos EUA durante pandemia do coronavírus

Segundo o jornal inglês The Guardian, em um dos casos, um casal do Arizona tomou uma substância para limpar aquário contendo fosfato de cloroquina após ouvir Trump falar sobre o medicamento

Após Donald Trump recomendar injeção de desinfetante para tratamento do coronavírus, os casos de contaminação com produtos sannitários cresceram até 20% nos Estados Unidos, segundo reportagem do The Guardian nesta segunda-feira (8).

Citando dados da Associação Americana de Centros de Controle de Intoxicações, o jornal diz que houve um aumento entre 16% e 20% em internações por causa de intoxicação com produtos sanitários nos três primeiros meses do ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

O aumento foi antes da declaração do presidente, que “oficializou” o discurso da fake news que já acontecia nas redes sociais.

Segundo o jornal britânico, em um dos casos, um casal do Arizona tomou uma substância para limpar aquário contendo fosfato de cloroquina após ouvir Trump falar sobre o medicamento.

O produto, no entanto, é altamente tóxico. O casal foi hospitalizado. O homem morreu, a mulher ficou em estado crítico por um tempo.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR