Jornal Nacional destaca casos de pacientes amarrados em macas por falta de sedativo no Amazonas

A Defensoria Pública prometeu investigar o caso, que teria ocorrido no final de semana

O Jornal Nacional, da TV Globo, desta segunda-feira (22) deu destaque a uma situação que teria acontecido no município de Parintins, interior do Amazonas, no final de semana em razão do colapso que vive o sistema de saúde do estado provocado pela pandemia da Covid-19.

Reportagem do jornalista Alexandre Hisayasu mostra pacientes do Hospital Municipal Jofre Cohen amarrados a suas macas com gazes em razão da ausência de sedativos. No momento da amarração eles estavam inconscientes e intubados por conta do estado grave da infecção pelo Sars-Cov-2.

O receito dos profissionais de saúde era de que o efeito do sedativo acabasse enquanto os pacientes estavam sob ventilação mecânica.

Suzana Lobo, da Associação Brasileira de Medicina Intensiva, explicou ao JN que o procedimento não está errado em uma situação como essa, mas a falta de sedativo pode trazer consequências graves. “É desumano imaginar uma pessoa que vai ser mantida em ventilação artificial sem estar sob analgesia e uma boa sedação”, disse.

A Defensoria Pública do Amazonas vai investigar se o caso realmente aconteceu e pedir esclarecimentos ao hospital e à Prefeitura de Parintins. Uma ação judicial não está descartada.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) afirmou que recebeu um pedido de remessa de sedativos para Parintins e teria enviado no mesmo dia.

Assista aqui a reportagem do JN

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR