Mãe e duas filhas gêmeas morrem de Covid em 19 dias

As gêmeas eram ex-atletas de vôlei

Diversas famílias foram esfaceladas pela tragédia da pandemia de Covid-19 no Brasil, que já deixou mais de 350 mil vítimas fatais. Em Macapá, o Sarc-Cov-2 ocasionou a morte de uma mãe e suas duas filhas gêmeas em um intervalo de 19 dias.

Segundo informações do jornalista Abinoan Santiago, do Uol, Patrícia e Alessandra Pimentel, de 42 anos, morreram sem nem saber da situação da mãe, Áurea Pimentel, de 65 anos.

Desde o início de março, as três estavam intubadas no Hospital Universitário, mas não resistiram. A matriarca morreu no dia 22 de março. No dia 3, faleceu Alessandra e, neste sábado, Patrícia.

As gêmeas eram ex-atletas de vôlei e chegaram a competir em campeonato amador.

A família suspeita que as três foram infectadas pelo vírus no hospital. A mãe teve que ser internada em razão de uma complicação na diabetes e lá elas pegaram o Sars-Cov-2.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou neste sábado (10) um novo boletim destacando que a Covid-19 mata cada vez mais jovens no país. “Cabe o alerta de que o rejuvenescimento é evidente e vem ocorrendo de forma persistente ao longo das semanas”, diz.

Confira a reportagem completa no Uol

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.