O que o brasileiro pensa?
15 de junho de 2020, 17h25

Mandetta critica Ministério da Saúde por omissão de dados: “Semana da maquiagem”

Ex-ministro ainda disse que Bolsonaro comete "erros primitivos" com relação à pandemia do coronavírus e classificou o incentivo do presidente à invasão de hospitais como "falta de respeito"

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Em entrevista concedida ao portal UOL nesta segunda-feira (15), o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, voltou a criticar o governo Bolsonaro por conta de sua atuação diante da pandemia do coronavírus.

Exonerado por não concordar com a imposição do uso da cloroquina para tratar a Covid-19 e por se colocar como defensor do isolamento social, Mandetta chamou a omissão de dados da doença por parte do Ministério da Saúde de “semana da maquiagem”.

“O vírus é nosso inimigo comum. Deveríamos estar organizados. A gente tentava falar uma língua só. Isso fragmentou a ponto de ter a semana da maquiagem, sem mostrar os números. É lastimável”, declarou.

Na mesma entrevista, Mandetta ainda classificou como falta de respeito o fato de Jair Bolsonaro pedir para que as pessoas invadam hospitais para checar se há leitos vagos ou não.

“Essa foi uma das maiores faltas de consideração. Imagina ele lá internado e alguém dissesse para invadir o hospital, se ele acharia minimamente interessante”, disse.

“É um desrespeito que gera violência. Profissionais da saúde que são os agredidos. É uma coisa tão feia, tão desagradável essa politização da doença, que fica sem nexo. Sem presente, a gente fica sem amanhã quando escuta uma especulação vinda do presidente”, completou o ex-ministro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum