Fórum Educação
03 de abril de 2020, 14h41

Ministério da Saúde e governo de Minas batem cabeça sobre primeiro caso de coronavírus

Após anunciar que primeiro registro da Covid-19 teria ocorrido em janeiro - um mês antes do que havia divulgado anteriormente -, o Ministério da Saúde voltou atrás e creditou o erro ao governo de Romeu Zema

O Ministério da Saúde e a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais estão batendo cabeça sobre aquele que teria sido o primeiro caso de coronavírus no Brasil.

Nesta sexta-feira (3), após anunciar que o primeiro caso da Covid-19 teria ocorrido em janeiro – um mês antes do que estava sendo anunciado -, o ministério comandado por Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) voltou atrás e disse que a informação, na verdade, seria de paciente que testou positivo para a doença em março.

O erro na informação foi creditado à secretaria do governo de Minas Gerais, comandado por Romeu Zema, do partido Novo.

“O Ministério da Saúde foi comunicado pela Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais nesta sexta-feira (3) sobre a conclusão de investigação do possível primeiro caso de Covid-19 no Brasil. A informação de início dos sintomas foi alterada de 23/1/2020 para 25/3/2020. Os dados no sistema de notificação estão sendo atualizados”, diz nota do ministério.

Na quinta-feira, o Ministério da Saúde havia explicado que está fazendo uma investigação retroativa de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Nesse processo, em que estão sendo analisadas amostras de todas as semanas anteriores, tinha sido encontrado um caso de 23 de janeiro, informação corrigida agora.

A informação de que o primeiro caso da doença teria ocorrido em janeiro causou surpresa porque, até então, a informação oficial era de que o primeiro registro confirmado da Covid-19 teria sido feito em São Paulo em fevereiro deste ano.

Segundo o último boletim do ministério, o novo coronavírus já infectou 7.910 pessoas, matando 299.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum