Na ditadura boliviana, policiais retiram 400 corpos de mortos por coronavírus de casas e ruas

Remoção ocorreu entre os dias 15 e 20 deste mês. Apenas em Cochabamba foram retirados quase 200 corpos

A polícia da Bolívia retirou, entre os dias 15 e 20 deste mês, mais de 400 corpos de ruas e casas, sendo 85% deles de pessoas que faleceram com coronavírus. A operação foi divulgada nesta terça-feira (21) pela força policial contra o crime (FELCC).

A remoção dos corpos foi realizada em cinco departamentos bolivianos, informou o jornal local La Razón. Cochabamba foi a região com mais corpos retirados (191), seguida por La Paz (141).

Além disso, Santa Cruz, que concentra metade dos quase 61.000 infectados na Bolívia, reportou 68 resgates de cadáveres em cinco dias. Em Potosí, foram 11, e em Chuquisaca, 9.

Até agora, a Bolívia registrou mais de 2.273 mortes por conta do coronavírus, sendo 55 nas últimas 24 horas, segundo a agência de notícias Europa Press.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR